SEARCH

Quem é Cristiano Rosacruz?

Palestra de Rudolf Steiner sobre o primeiro Cristiano Rosacruz

Em sua palestra de 27 de dezembro de 1911, Rudolf Steiner disse que Cristiano Rosacruz encarnou secretamente pela primeira vez no século XIII. Cresceu em segredo, protegido por doze mestres – doze adeptos – que o iniciaram no completo conhecimento do mundo antigo. Esses mestres projetaram na mente de CRC todo o seu conhecimento e fizeram dele uma encarnação de todos os mistérios do Ocidente.

Depois disso, Cristiano Rosacruz passou a constituir uma síntese inteiramente nova, formada por todas as religiões antigas e o cristianismo: essa síntese se manifesta em seu corpo etérico. Sendo o “Décimo-Terceiro”, ele agora pode reverberar essa sabedoria para o círculo dos doze e ensinar a mais alta sabedoria. Cristiano Rosacruz morreu ainda jovem.

O “Décimo Terceiro” que vem de outro mundo

Na linguagem dos mistérios, há doze forças que se reúnem para formar um universo completo: um campo de vida totalmente coerente. Podemos encontrar esse modelo, entre outros, nos doze signos do zodíaco que circundam nosso universo físico. O homem mortal vive a partir dessas forças.

Sendo assim, quando se lê a respeito de um “Décimo Terceiro”, essa expressão sempre significa a manifestação de um poder situado na região cósmica seguinte, que é mais elevada: a região que fica além dos doze signos zodiacais. Sendo o “Décimo Terceiro” no centro do círculo dos doze, Cristiano Rosacruz configura a encarnação de um ser originário do campo de vida da humanidade imortal. Vindo dessa região, ele adentra nosso campo de vida mortal investido de uma missão especial.

A segunda encarnação de Cristiano Rosacruz

Como é relatado no livro Confessio Fraternitatis, CRC encarna novamente em 1378, a fim de cumprir sua missão. Agora ele não tem mais de agir em segredo: aparece em público com o nome de Cristiano Rosacruz. Seu corpo físico havia morrido – mas sua alma-espírito imortal sobreviveu e está mais viva do que nunca. É por isso que todo o conhecimento dos Mistérios obtido na encarnação anterior permaneceu completamente intocado e manteve-se disponível, sem qualquer tipo de limitação.

Essa relação também pode ser encontrada na Fama. Nessa obra, consta que os irmãos rosacruzes encontraram novamente o túmulo de CRC (o primeiro Cristiano Rosacruz) após 120 anos, intacto e sem nenhum sinal de decomposição.

Próxima página

Temas relacionados

Textos dos rosacruzes clássicos do século XVII

Os três textos dos rosacruzes clássicos foram publicados pelo Johann Valentin Andreae no inicio do século XVII. As edições publicadas pelo Lectorium Rosicrucianum contêm os textos originais na íntegra e uma análise esotérica de Jan van Rijckenborgh.

Mais sobre "Textos dos rosacruzes ..."

Catharose de Petri – mensageira do cristianismo gnóstico

Junto com Jan van Rijckenborgh, Catharose de Petri (1902 -1990) assumiu a liderança espiritual do Lectorium Rosicrucianum. Ela cumpriu sua tarefa realizando o próprio desenvolvimento espiritual e promovendo a expansão do trabalho da Escola Espiritual da Rosacruz

Mais sobre "Catharose de Petri – m ..."